gabrielmachado.jpg

Princesa Ricardo Marinelli

É bem bicha. Bicha orgulhosamente bizarra. Artista da dança, Terrorista de gênero. Cursou Licenciatura em Educação Física (2002) e Mestrado em Educação (2005) na UFPR e, atualmente, desenvolve pesquisa de doutorado em Performances Culturais na UFG. Integra o corpo docente do curso de Dança da FAP-UNESPAR, onde também coordena o NERG (Núcleo de Educação para as relações e Gênero). Foi professorx do Curso de Licenciatura em dança da UFG (2017-2018) e do curso de Licenciatura em Educação física da UFPR (2005-2006). Bolsista/residente da Casa Hoffmann (2003-2004) e integrante-fundadorx da Couve-flor minicomunidade artística mundial (2005-2012). Entre 2004 e 2015, recebeu 16 prêmios de diferentes instituições para suas criações e projetos, com os quais tem circulado por diversos eventos no Brasil, Alemanha, Martinica, Cuba, Uruguai, Perú, Equador, Itália, Espanha e Áustria. Suas obras mais destacadas são Travesqueens, Não alimente os animais, Eu tenho autorização da polícia para ficar pelado aqui, Família dos batráquios, Jaula Cabar, PRINCESA - Justo a mim me coube a explosiva tarefa de ser eu e a mais recente CUIDADO COM AQUELE BIZARRA!. Desde 2011, mantém a plataforma criativa Sim, somos bizarras!, reunindo diversos artistas brasileiros que trabalham com questões ligadas a corpos abjetados, projeto que contou com o financiamento do programa Rumos Itaú Cultural 2013-2014. Foi vinculado ao NUPESC/UFPR (Núcleo de estudos e Pesquisas Sócio-filosóficas e Culturais em Educação e Educação Física), onde coordenou entre 2004 e 2006 a linha de pesquisa de Corpo e Diversidade Sexual. Atualmente, coordena o Núcleo de Educação para as Relações de Gênero (NERG) da UNESPAR - Campus Curitiba II. Criativa e esteticamente está interessadx em desenvolver uma poética pessoal que articule corpo, intimidades e vivências das sexualidades. Na verdade o que elx quer mesmo é tocar fogo no antigo e no novo normal.

Atividades presenciais no MAR - Museu de Arte do Rio | 17 e 18/03/22
17/03
10H ÀS 16H

Oficina: Práticas monstruosas de criação para além do humano  

com Gabriel Machado e Princesa Ricardo Marinelli

INSCRIÇÕES ENCERRADAS

A oficina/laboratório busca um espaço de experimentação individual e coletiva por meio do desenvolvimento e compartilhamento de metodologias de modificação do corpo, mediante exercícios imaginativos, próteses, e da autoexperimentação. Tendo o monstro como possibilidade de desvio e a ruína como espaço de experimentação, a oficina busca produzir ficções como práticas de cuidado e reelaboração de mundos.